Skip to content

Curiosidades

Marcos geodésicos: importantes, mas desconhecidos

Estruturas servem de referência para projetos como barragens. Eles estão por toda a parte — são mais de 70 mil em todo o país —, mas estão longe de serem conhecidos do grande público. Os marcos geodésicos são pontos com informações precisas de latitude, longitude e altitude. Apesar de sua importância, o desconhecimento da população acaba provocando situações inusitadas, que vão desde o uso para decorar salas de estar de casas no interior do país até a simulação de um túmulo para evitar vandalismo.

Continue reading

Represa Hoover

A Hoover Dam, ou Represa Hoover, é uma represa de em arco-gravidade localizada entre os estados de Nevada e Arizona, nos Estados Unidos, no rio Colorado. A represa foi nomeada em homenagem a Herbert Hoover, o 31.º Presidente dos EUA.
A construção foi iniciada em 20 de abril de 1931 e terminada em 1 de março de 1936, dois anos antes do prazo estipulado, custou 48 milhões de dólares, e morreram 96 pessoas durante todo o processo. A represa mede 221,4 m de altura, 379,2 m de largura, 200 m de espessura na base e 15 m no topo. Sua capacidade instalada de produção é de 2078 MW. A represa gera energia para serviços públicos e particulares para os estados do Arizona, Nevada e Califórnia, além de ser um importantíssimo ponto turístico do país, com cerca de um milhão de visitantes anualmente

Resultado de imagem para Represa Hoover

Tamanha estrutura de concreto jamais havia sido construída antes, e algumas das técnicas envolvidas não tinham um embasamento prático.

 

Antes da represa poder ser construída, o rio Colorado precisava ser desviado para longe do local da construção. Para realizar isso, quatro túneis, com 17 metros de diâmetro, foram construídos por dentro das paredes do cânion. Somados, seus comprimentos tinham quase cinco mil metros. O rio foi desviado para os dois túneis do Arizona em 13 de novembro de 1932. Para bloquear o curso natural do rio, os trabalhadores usaram entulhos da própria obra.

O primeiro concreto foi derramado na represa em 6 de junho de 1933, 18 meses antes do previsto. Como o concreto se contrai com o calor, o potencial de contração da estrutura se mostrou como um seríssimo problema.  Um total de 2.480.000 m³ de concreto foram usados na represa antes que a concretagem fosse encerrada em 29 de Maio de 1935. Além disso, 850 mil m³ foram utilizados na usina e em obras auxiliares e anexos. Mais de 937 km de tubos de refrigeração foram colocados dentro do concreto. O controle da água foi uma das principais preocupação na construção da barragem. A geração de energia da represa funciona como qualquer outra usina hidroelétrica. A represa funciona mandando água por meio tubulações, que então entra na represa, gerando energia mecânica que cria o movimento necessário para girar as turbinas do gerador, responsável por produzir a energia elétrica. A água que passa pela represa ainda é responsável pela irrigação de mais de 1.000.000 de acres de plantações, além de servir mais de 8 milhões de pessoas no Arizona, Nevada e Califórnia.

 

 

Resultado de imagem para Represa Hoover

 

 

Fontes:

http://www.infoescola.com/energia/represa-hoover/

https://pt.wikipedia.org/wiki/Represa_Hoover

John Nash – Uma Mente Brilhante

John Nash nasceu no dia 13 de Junho de 1928 em Bluefield, West Virginia, nos Estados Unidos. O seu pai, também John, era engenheiro eléctrico e sua mãe, Virginia, era professora. Foi ela quam incentivou sua curiosidade intelectual, ajudando-o a obter uma boa formação académica.

Ainda criança, Nash já mostrava ser solitário e introvertido, preferindo os livros a brincar com com outras crianças. Na escola, os professores não reconheciam Nash como um prodígio. Consideravam-no como uma criança extremamente anti-social. Aos doze anos, cada vez mais isolado, Nash refugiava-se no seu quarto, dedicando-se a fazer experiências científicas com as quais aprendia mais do que na escola. Por volta dos 14 anos de idade surgiu o seu interesse pela matemática, quando leu a obra “Men of Mathematics” (1937), de T. Bell. Nessa época, conseguiu provar para si mesmo alguns resultados de Fermat.

 

Continue reading

Nikolas Tesla

 

Vamos falar do Nikolas Tesla um inventor brilhante que faz aniversário de morte no ultimo dia 07 de janeiro.

Mas afinal, quem foi esse ?

Nascido na aldeia de Smiljan, Vojna Krajina, no território da atual Croácia em 10 de julho de 1856, posteriormente adotou cidadania norte americana.  Considerado um inventor e cientista a frente do seu tempo. Trabalhou nas engenharias mecânica e elétrica, provavelmente seu trabalho mais importante e conhecido seja as correntes alternadas que gerou uma briga ferror com Thomas Edison(defensor da corrente continua). Atualmente se é utilizado em quase todo o mundo as correntes que Tesla defendeu – Edison deve se remexer no tumulo ate hoje por isso. Continue reading

Mais uma criança gigante e parida na China

No dia 12 de setembro de 2016 os operários e engenheiros chineses concluíram a obra da ponte mais alta do mundo que superou os 496 suspensos da  Rio Si Du que tambe se encontra na China.

Com 565 metros acima do solo e 1,3km de comprimento, Beipanjiang será aberta para seu público no final deste ano economizando assim três horas de viajem para aqueles que  Liupanshui, em Guizhou, e Xuanwei segundo a estatal CCTV

 

Fonte: http://g1.globo.com/mundo/noticia/2016/09/china-conclui-obras-da-ponte-mais-alta-do-mundo.html

http://www.jn.pt/mundo/interior/china-completa-ponte-mais-alta-do-mundo-5384561.html

Langkawi Sky Bridge

Localizada na Malásia, mais propriamente na montanha Gunung Mat Cincang, a Langkawi Sky Bridge é uma das pontes mais espetaculares do mundo.
A ponte foi finalizada em 2004 e tem a particularidade de ser inteiramente suportada por um pilar de 87 metros e 8 cabos de aço.
Tem 125 metros de comprimento e 1,80 metros de largura. Além disso possui duas plataformas triangulares que permitem desfrutar de uma belíssima paisagem. Entre essa paisagem está o Mar de Andaman e da ilha tailandesa de Tarutao.

Continue reading

A Minerva como Símbolo da Engenharia

Muita gente pergunta o motivo da Minerva ser escolhida como símbolo para a maioria dos cursos de Engenharia no Brasil.

Primeiro, para os que ainda não sabem, a Minerva é a equivalente romana da deusa grega Atena. Minerva era filha de Júpiter, que após engolir a deusa Métis (Prudência), com uma forte dor de cabeça, pediu a Vulcano que abrisse sua cabeça com o seu melhor machado, de onde saiu Minerva. Já adulta, portando escudo, lança e armadura, passa a ser considerada uma das três deusas virgens, ao lado de Diana e Vesta.

Continue reading