Skip to content

Resistência dos Materiais

A Resistência dos Materiais é muito importante para a formação dos engenheiros. Seus métodos são necessários aos projetistas de estruturas marítimas, aos engenheiros civis e aos arquitetos no projeto de pontes e edifícios, aos engenheiros mecânicos e químicos para o projeto de mecanismos e de reservatórios sob pressão, aos metalúrgicos, aos eletricistas, etc.

Em todas as construções de engenharia, as partes de uma estrutura devem ser devidamente proporcionadas para resistir às cargas que agem sobre elas. Como exemplo podem-se citar: as paredes de um reservatório sob pressão devem resistir à pressão interna; as lajes de piso de um edifício devem suportar o seu peso próprio e a devida sobrecarga; o eixo de uma máquina deve ter dimensões adequadas para transmitir o momento de torção especificado; a asa de um avião deve suportar com segurança as cargas aerodinâmicas que agem sobre ela durante o vôo ou na aterrissagem.

Esse assunto vem sendo estudado há muitos anos, como é possível verificar nos famosos trabalhos de Leonardo da Vinci (1452-1519) e Galileo Galilei (1564-1642) que fizeram diversas experiências para a determinação da resistência de cabos, barras e vigas, sem contudo desenvolver qualquer estudo teórico para explicar os resultados de seus experimentos. A eles seguiram-se outros estudiosos como Leonhard Euler (1701-1783), Coulomb, Poisson, Navier, Saint Venant e Cauchy que, por sua vez, desenvolveram teorias fundamentais.

O principal objetivo do estudo da resistência dos materiais consiste na determinação dos esforços, das tensões e das deformações a que estão sujeitos os corpos sólidos (barras) devido à ação dos carregamentos atuantes.

Fonte: uff.br

Disponível em: Resistência dos Materiais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *